x

ASCAMAR alerta sobre destinação incorreta de materiais

Segunda-feira, 20 de janeiro de 2020

Última Modificação: 20/01/2020 15:13:15 | Visualizada 52 vezes

Associação realiza a triagem de 50 mil quilos bruto de lixo por mês e atualmente atende toda a cidade e o Parque Industrial


Ouvir matéria

 

 

 

A ASCAMAR (Associação dos Agentes Ambientais Catadores de Materiais Recicláveis de Sabáudia) manifesta um alerta para a população sabaudiense.

Com amparo na Lei Federal N° 11.445/2007, Artigo 24, Inciso XXVII, a Associação foi contratada para execução de serviços de coleta, prensagem e enfardamento de matérias recicláveis na central de triagem e reciclagem, situada no Aterro Sanitário do município. E apenas ela tem a permissão para realizar a coleta e destinação correta dos materiais recicláveis dentro de Sabáudia. 

 “Somos a única associação com permissão ambiental para a coleta de materiais recicláveis na cidade, sendo que empresas terceiras não podem realizar tal tarefa. E realizamos o serviço através da entrega de sacos verdes, os únicos que são reciclados de maneira adequada” explica os associados da ASCAMAR.

Eles destacam ainda que a apropriação indevida dos sacos verdes configura crime ambiental. “Quem se apossa de maneira incorreta dos sacos pratica um crime ambiental, pois os resíduos que não são reciclados, como isopor, lâmpadas, vidros e remédios, que são destinados ao reciclado, não serão destinados corretamente, ocorrendo assim o descarte indevido em lugares impróprios” enfatizam.

A Associação informou ainda que é realizado a separação de todo material reciclado que são encaminhados para enfardamento. Medicamentos, lâmpadas, pilhas, celulares são encaminhados para logística reversa. Porém, desde julho o trabalho foi expandido para o reaproveitamento de vidro e isopor. “Recolhemos hoje 24 mil quilos de vidro bimestralmente e mil quilos de isopor são prensados mensalmente. Antes esse material não tinha destino correto, ia tudo pro aterro sanitário, hoje eles são vendidos e geram renda” disseram os associados enfatizando a importância do combate ao vilão do meio ambiente, o isopor.

Os recicladores aproveitaram a ocasião para pedir à população que o descarte e separação do lixo doméstico seja feita de forma correta, para que não haja a perda de material devido a forma inadequada de descarte. Eles lembraram que são objetos recicláveis o papelão, vidros, latas de alumínio, caixas de leite, garrafas de pet, plástico, entre outros.

O trabalho de aproveitamento do material depende do envolvimento da população que é o principal agente na conscientização e separação do lixo, que será transformado em fonte de renda para os gestores ambientais.

 

Fundação da ASCAMAR

Inaugurada em fevereiro de 2015, a ASCAMAR funciona em sistema de cooperativa e conta atualmente com dez associados que fazem a triagem do lixo reciclável recolhido pela SEISUMA, através da coleta seletiva que é realizada semanalmente nos domicílios de Sabáudia. O trabalho é realizado nos termos do processo administrativo 040/2018, celebrado com o Município de Sabáudia.

Construída com recursos próprios, a obra sócio-ambiental atende a Lei Federal 12.305/2010, que trata da política nacional de resíduos sólidos. Com apoio do Programa Eco-cidadão Paraná - Provopar / Sanepar e assessoria da MRM Soluções Ambientais.

 Galeria de Fotos

 Veja Também