x

REPOSIÇÃO SALARIAL

Servidores municipais de Sabáudia terão reajuste de 16%

Sexta-feira, 21 de janeiro de 2022

Última Modificação: 21/01/2022 16:34:10 | Visualizada 73 vezes


Ouvir matéria

O prefeito de Sabáudia, Moises Soares Ribeiro, enviou ao Legislativo propostas de reajuste para Servidores de Sabáudia, sendo três Projetos de Lei que tratam sobre o aumento salarial dos servidores.

Um dos projetos dispõe sobre o reajuste do Auxílio-Alimentação que atualmente é de R$250,00 para R$350,00. O segundo, trata da revisão geral anual dos vencimentos dos servidores, propondo um percentual de 16% na reposição salarial, sendo 4,79% a variação do INPC/IBGE; 10,16% de recomposição salarial e 1,05% de ganho real. E o terceiro projeto diz respeito a revisão geral anual do piso mínimo municipal reajustando o valor atual de 1.262,21 para R$1.457,05.

O prefeito esteve na quarta-feira (19) na sessão extraordinária da Câmara para explanar sobre os projetos e defender a aprovação dos mesmos. Para ele, o aumento salarial neste momento em que a classe aguarda há tempos por um reajuste, é essencial como forma de reconhecimento pelo trabalho e uma forma de valorização do funcionalismo público municipal.

“Por mais difícil que ainda esteja sendo nossa economia, é uma grande alegria poder conceder este aumento de 16% nos vencimentos dos servidores, que merecem muito este reajuste. Nós temos consciência da dedicação e esforço de cada um dos servidores em suas respectivas funções e para nós gestores públicos, este feito é prioridade”, afirmou Moises.

O prefeito ainda lembrou que ano passado, foi possível a reposição de apenas 3,05% em virtude de uma decisão do Supremo Tribunal Federal baseada na Lei complementar do Governo Federal 173/2020 (Lei da Pandemia), que suspendeu a correção proposta e impediu um reajuste salarial mais justo.

A presidente da Câmara Legislativa de Sabáudia, Leila Regina Pavezzi, garantiu que todo projeto que favoreça a comunidade e o servidor, desde que tenha legalidade, serão sempre aprovados pela Casa de leis. “Esse reajuste só é possível devido a uma gestão transparente e comprometida com uma prestação de serviços públicos de qualidade que é feita pelos servidores, além da boa arrecadação que vive o município, tanto pelos parque industrial, agricultura e demais prestadores de serviços”, acrescentou a vereadora.

Conforme disse, a Câmara segue o rito regimental, e fez a leitura dos projetos ontem (19 de janeiro) e encaminhou para a Comissão de Justiça e Redação e Comissão de Finanças e Orçamento para o parecer dos membros.

No dia 21 (sexta-feira) acontece a primeira votação e no dia 24 (segunda-feira) os projetos passam pela segunda e terceira votação. Sendo aprovados, os mesmos seguem para que o prefeito sancione as leis, concedendo os reajustes propostos, lembrando que o mesmo reajuste vale também para os servidores do Legislativo.

Fonte: Assessoria de Imprensa

 Galeria de Fotos

 Veja Também